Meio Ambiente

Sábado, 27 de Abril de 2019, 10:51

Tamanho do texto A - A+

MAIOR PRODUTOR DE GRÃOS

Sorriso busca ser referência mundial em sustentabilidade com PCI

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Sorriso começa a dar os primeiros passos para se tornar referência mundial em sustentabilidade, além de maior produtor individual de grãos do mundo. Localizado a 398 km ao norte de Cuiabá, o município realizou no dia 24 de abril a Primeira Rodada de Apoio ao Desenvolvimento da Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI).

A rodada em Sorriso foi realizada pela Iniciativa para o Comércio Sustentável (IDH), após 12 meses de atividades para engajamento com os atores locais. A ação contou com a parceria com o Clube Amigos da Terra (CAT) de Sorriso e com a Natcap Soluções Sustentáveis.

Segundo o IDH, durante a Primeira Rodada de Apoio ao Desenvolvimento da Estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI) foi assinado um memorando de entendimento oficializando o apoio e o esforço de todos os envolvidos na promoção do desenvolvimento sustentável de Sorriso.

O PCI foi lançado durante a Conferência do Clima de Paris no ano de 2015 pelo Governo de Mato Grosso. A Estratégia é um programa de longo prazo que busca promover o desenvolvimento econômico e social pelo uso eficiente da terra, criando mecanismos de transparência e governança e, com isso, atraindo investimentos para Mato Grosso.

Em 2019, a PCI entrou em uma nova fase em Mato Grosso, com a criação do Instituto PCI via decreto estadual e tem como objetivo articular ações públicas e privadas, além de captar recursos para fomentar programas e projetos ligados à implementação da Estratégia.

Presente no evento, o vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, declarou que "foi dado um passo muito importante no avanço da Estratégia Estadual PCI. Empresas e produtores da agricultura familiar de Sorriso apoiam a visão de longo prazo para o desenvolvimento sustentável, que tem na qualificação profissional uma importante ferramenta de inclusão social".

A diretora executiva da IDH no Brasil, Daniela Mariuzzo, observa que "Sorriso já é um modelo consolidado de produção agrícola de alta performance e reconhecida mundialmente pelos volumes originados de grãos e proteína animal. Nossa intenção é apoiar e dar os instrumentos necessários para que os diferentes setores econômicos e sociais de Sorriso possam se beneficiar da visão de longo prazo que a agenda da PCI traz na questão de uso do território e inclusão socioeconômica".

Ainda conforme Mariuzzo, "com esse compromisso firmado, os próximos passos são a elaboração de um portfolio de investimentos com base em metas acordadas pelos apoiadores, a atração de recursos financeiros para o plano de restauro de áreas de preservação permanente (APPs) e o apoio aos pequenos agricultores".

Com o início da implementação do programa, serão tornados públicos tanto os indicadores socioambientais e econômicos como o andamento das metas acordadas pela sociedade. “Essa transparência é um dos pontos altos da PCI, sendo reconhecida pelas principais agências mundiais de financiamento público”, informa Fernando Sampaio, diretor do Instituto PCI.

“Temos um histórico recente de sucesso. Em parceria com a IDH e outras organizações, certificamos cerca de 75 mil hectares de soja com a certificação da Round Table Responsible Soy (RTRS), mudando a realidade de vários produtores rurais. Nosso intuito é continuar no caminho da produção sustentável”, observa a presidente do CAT, Anadir Regina Graça Paiva.

Aliar crescimento empresarial à otimização de recursos naturais é pauta na Nutribras Alimentos, empresa de suinocultura com sede em Sorriso e uma das signatárias do memorando de entendimento. “A sustentabilidade está no DNA da Nutribras. Não é possível pensar num plano de expansão sem termos a sustentabilidade como base de apoio. Estamos num local onde produzir alimentos e otimizar recursos naturais é muito fácil em relação a outras regiões, e isso precisa ser considerado”, afirma Jonas Steffanello, coordenador técnico-comercial da empresa.

Participaram da Primeira Rodada de Apoio as instituições: CAT Sorriso, União Nacional do Etanol de Milho (Unem), Sindicato de Agricultura Familiar, Associação dos Produtores de Orgânicos de Sorriso (APOS), Cooperativa dos Pequenos Produtores Rurais do Vale do Celeste (Coopercel), Projeto de Assentamento Casulo, Earth Innovation, Instituto PCI e o Programa Municípios Sustentáveis. E também as empresas: Carrefour, Cofco, FS Bioenergia, Nutribras, Delicious Fish.


*Com informações Assessoria de Imprensa IDH

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei