Meio Ambiente

Terça-feira, 29 de Janeiro de 2019, 12:55

Tamanho do texto A - A+

APÓS QUATRO MESES

Piracema encerra dia 31 de janeiro em rios de Mato Grosso; em rios federais de divisa segue até 28 de fevereiro

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: GCom-MT

Piracema

 

A pesca nos rios que percorrem o território mato-grossense estará liberada a partir de 1º de fevereiro. De acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), os pescadores devem ficar atentos ao fato de a proibição seguir nos rios federais de divisa com outros estados até o dia 28 de fevereiro.

O período proibitivo de pesca, a Piracema, em rios localizados no território mato-grossense encerra nesta quinta-feira, 31 de janeiro, após quatro meses de restrição.

O período teve início em 1º de outubro de 2018. A Piracema é o período de reprodução dos peixes e a pesca durante esse tempo é considerada crime e acarreta prisão e o pagamento de multa que varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil com acréscimo de R$ 20 reais por quilo de peixe encontrado. A pesca amadora e o pesque e solte também estão proibidas neste período.

A Piracema nos rios mato-grossenses inicia um mês antes que nos rios federais que fazem divisa com outros estados. Nestes rios o período de defeso começou em novembro e se encerra em 28 de fevereiro.

"Todos os rios que percorrem o território mato-grossense estão liberados a pesca a partir de 1º de fevereiro, inclusive os trechos dos rios federais que percorrem o estado. Mas a população precisa se atentar para os trechos limítrofes, que são os que estão na divisa. Este peixe também não pode ser comercializado nem transportado para outro estado", pontua a secretária executiva do Conselho Estadual de Pesca (Cepesca), Gabriela Priante.

A Secretaria de Meio Ambiente reforça ainda que a pesca continua proibida nas áreas de Unidades de Conservação, onde a proibição é permanente. "A pesca será liberada somente em áreas que não possuem restrições legais. Nas 68 Unidades de Conservação de proteção integral municipal, estadual e federal existentes no Estado, é permanentemente proibida", explica Priante.

A pasta de Meio Ambiente do Poder Executivo mato-grossense destaca ainda que a partir do dia 1º de fevereiro, quem for pego pescando em trechos de divisa dos rios federais ou em áreas de Unidades de Conservação sofrerá sanções, que vão desde a apreensão de equipamentos e pescado, até a detenção e multa.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente disponibiliza em seu site um mapa identificando os rios federais de divisa e sua localização, além dos trechos de rios com áreas de proteção integral, confira aqui.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei