Logística

Terça-feira, 28 de Maio de 2019, 12:14

Tamanho do texto A - A+

ferrovia em discussão

Ampliação de trilhos até Cuiabá depende de renovação de concessão e estudo de viabilidade

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Carlos Neto/Valec

Ferrovia Valec

 

A expansão dos trilhos da Ferrovia Senador Vuolo voltou a ser discutida em Mato Grosso no último dia 27 de maio. Segundo o Fórum Pró-Ferrovia, para que os trilhos do modal cheguem a Cuiabá e a região Médio-Norte é preciso a realização da renovação da concessão da empresa Rumo, bem como um estudo de viabilidade da expansão da ferrovia até a região norte.

A expansão da Ferrovia Senador Vuolo é considerada necessária para o desenvolvimento dos municípios do Vale do Rio Cuiabá, situados na baixada cuiabana. Na segunda-feira, 27 de maio, entidades de classe e autoridades públicas se reunião na Fecomércio-MT para tratar da ampliação dos trilhos de Rondonópolis até Cuiabá.

"Os trilhos que levam até o terminal ferroviário de Rondonópolis precisam avançar e atingir Cuiabá e ir para o norte do estado. Para isso acontecer, precisamos do envolvimento da classe política e sua integração com o setor produtivo para dar celeridade neste projeto", pontuou Francisco Vuolo, presidente do Fórum Pró-Ferrovia em Cuiabá.

De acordo com Francisco Vuolo, para que ocorra um avanço dos trilhos para Cuiabá precisa haver a renovação da concessão da empresa Rumo com o trecho da Malha Paulista, em São Paulo. Tal malha é o principal corredor de exportação do país e liga Rondonópolis ao Porto de Santos (SP).

Ainda conforme Vuolo, outro ponto necessário, após a renovação da concessão, é a realização do estudo de viabilidade a expansão da ferrovia até a região norte.

"A Rumo já apresentou, no ano passado, interesse nesta ampliação e prevê um investimento de R$ 6 bilhões em obras para viabilizar o novo trecho. A proposta de expansão da ferrovia tem recursos exclusivamente privado", declarou o presidente do Fórum Pró-Ferrovia.

A reunião contou com a presença da bancada federal mato-grossense, como o senador Jayme Campos e os deputados federais José Medeiros e Dr. Leonardo, além do secretário de estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT), Cesar Miranda, e o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro.

"Está união tem o foco na concretização da ferrovia até o norte do estado, que foi deixada de lado anteriormente. Agora, estamos reunindo aqui todas as autoridades públicas para sensibilizá-los sobre a importância desse modal no desenvolvimento da capital e municípios vizinhos, tanto para o agronegócio, quanto para as indústrias e comércio em geral", destacou o vice-presidente da Fecomércio-MT, Manoel Procópio.

O deputado federal José Medeiros salientou que "Nos encontramos com o ministro da Infraestrutura – Tarcísio Gomes de Freitas – e o governo federal é totalmente a favor da expansão da malha ferroviária. Quanto mais ferrovias, melhor, pois abre concorrência e, por isso, se faz necessário o investimento da empresa para atender toda a região do Estado de Mato Grosso".

Durante a reunião o senador Jayme Campos frisou a importância na articulação com grupos empresariais para que haja uma melhor exploração ferroviária dentro do estado. "Além da ferrovia Senador Vuolo, existem projetos ferroviários importantes que precisam passar por Mato Grosso, como a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO), por exemplo. Cuiabá tem volume de carga suficiente para viabilizar a vinda da ferrovia para a capital e, por isso, há o empenho dos senadores de Mato Grosso nesta luta".

Conforme informações da Fecomércio-MT, o Fórum Pró-Ferrovia pretende agendar reuniões com a empresa Rumo, bem como com o governador Mauro Mendes.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei