Emprego

Domingo, 26 de Agosto de 2018, 08:03

Tamanho do texto A - A+

CAGED

Obras privadas e públicas auxiliam para alta nas contratações na construção civil em 2018

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Obras de empreendimentos particulares, retomada de obras públicas são alguns dos fatores, somados a estiagem e clima seco, que impulsionaram o crescimento das contratações no setor da construção civil em Mato Grosso no ano de 2018. A avaliação é do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT).

Segundo o levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho (MTb), divulgado na última semana, Mato Grosso acumula em 2018 um saldo positivo de 4.060 empregos com carteira assinada na construção civil no período de janeiro a julho de 2018. O resultado é oriundo da diferença entre as 20.229 contratações e das 16.168 demissões registradas no setor.

No mês de julho o Caged aponta para Mato Grosso saldo positivo de 779 postos de trabalho e puxou o bom desempenho do setor no Centro-Oeste.

"Estamos no período de estiagem, de clima seco, onde há empresas autuando na finalização de obras de infraestrutura. Temos também obras de empreendimentos particulares, que contrataram trabalhadores, assim como de empreendimentos residenciais. Outro fator é a retomada de obras públicas da Caixa Econômica Federal que estavam paralisadas", pontua o presidente da Comissão de Relações Trabalhistas do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT), Cláudio Ottaiano.

Ao se comparar o mês de julho em 2017, Mato Grosso manteve o seu desempenho. Na época o saldo de contratações foi de 893 empregos formais, consequência das 3.050 admissões e das 2.157 demissões. Já no acumulado, o desempenho do estado de janeiro a julho de 2018 é 53,88% maior em relação ao resultado obtido no mesmo período de 2017. No ano passado foram 19.067 admissões e 15.770 demissões e variação de 7,59%.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei