Emprego

Terça-feira, 28 de Agosto de 2018, 14:59

Tamanho do texto A - A+

ABONO SALARIAL ANO-BASE 2017

CDL espera queda na inadimplência com os mais de R$ 260 milhões disponíveis em PIS/Pasep em Mato Grosso

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Jana Pessôa/Setas-MT

carteira de trabalho

 

Até o dia 31 de julho apenas 25.151 (6,36%) dos 395.504 trabalhadores aptos em Mato Grosso para receber o Abono Salarial PIS/Pasep 2018-2019, ano-base 2017, sacaram o benefício. Dos R$ 267,3 milhões disponíveis para o estado foram pagos até o momento R$ 18,1 milhões. A expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL-Cuiabá) é que haja uma queda na inadimplência com a injeção do recurso na economia.

Os números de trabalhadores beneficiados e valores de saques do Abono Salarial PIS/Pasep 2018-2019, ano-base 2017, são do Ministério do Trabalho.

De acordo com o Ministério, os pagamentos do abono salarial são realizados de forma escalonada diante o calendário definido. Para os nascidos em julho o pagamento começou no dia 26 de julho. Já para os trabalhadores que fazem aniversário em agosto o benefício foi liberado no dia 16.

Os trabalhadores com direito ao saque do PIS/Pasep ano-base 2017 podem efetuar o saque do benefício até o dia 28 de junho de 2019.

No Brasil, mais de 22,8 milhões de trabalhadores têm aproximadamente R$ 17,3 bilhões para retirar. Na região Centro Oeste, o benefício passa de R$ 1,3 bilhão em recursos para quase dois milhões de pessoas.

Conforme o superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), Fábio Granja, a liberação do benefício contribuirá para a redução da inadimplência em Mato Grosso que hoje soma em torno de 1.030.000 negativados no SPC. "Esperamos que os 395.504 beneficiários façam a operação dentro do prazo estabelecido para termos mais esse recurso injetado na economia local".

Possuem direito ao abono salarial ano-base 2017 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor do abono varia de R$ 80 a R$ 954, dependendo do tempo em que a pessoa trabalhou formalmente em 2017.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei