Capacitação

Segunda-feira, 15 de Abril de 2019, 07:26

Tamanho do texto A - A+

NA PARECIS SUPERAGRO

Paulo Herrmann afirma sistema de ensino no campo não evolui na mesma medida da tecnologia

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Assessoria

Paulo Herrmann

 

"Nosso sistema de educação/ensino e de treinamento não evoluiu na mesma medida que a tecnologia. Temos que correr atrás disso". A colocação é do presidente nacional da John Deere, Paulo Herrmann, que esteve o último dia 10 de abril em Campo Novo do Parecis proferindo a palestra "Inovação Tecnológica no Agro" durante a 12ª edição da Parecis SuperAgro. Segundo ele, a revolução tecnológica no agronegócio a cada dia exige mais qualificação de mão de obra.

De acordo com Herrmann, o agronegócio é motivo de se orgulhar, pois do ponto de vista da sustentabilidade se tem cada vez mais produtos eficientes e se está com a tecnologia em tempo real.

"No entanto, há algumas oportunidades a se trabalhar. Um exemplo é a qualificação no campo. Nosso sistema de educação/ensino e de treinamento não evoluiu na mesma medida que a tecnologia. Temos que correr atrás disso", destacou em sua palestra.

O presidente nacional da John Deere frisou ainda que o agronegócio segue em busca de profissionais qualificados, ou seja, que estão em constante atualização quanto ao arsenal tecnológico disponível em sua frente.

“Hoje, entregamos um pacote tecnológico que está sendo usado, na melhor das circunstâncias, apenas 50% de seu potencial. Precisamos melhorar o uso desses equipamentos – que têm mais condições e performances a oferecer do que estamos utilizando”, disse.

Sucessão familiar

Ainda conforme o presidente da John Deere, a sucessão familiar é outro ponto preocupante no agronegócio. Ele frisa que "Há cada vez menos pessoas no campo. Nosso turnover é muito grande. Temos que trazer as mulheres e os jovens para a gestão e o processo produtivo. Nossas máquinas, por exemplo, tem mais tecnologia do que tinha a Apollo 11. Para os jovens que gostam de tecnologia e informática, do mundo digital como um todo, esse é um prato cheio".

Na avaliação de Paulo Herrmann ainda há muita oportunidade dentro da propriedade. "Uma delas é a implementação do sistema de qualidade total rural com melhoria da gestão de recursos humanos por meio de programas de desenvolvimento e retenção de talentos. E estamos engajados há mais de dez anos no programa de Integração Lavoura-Pecurária-Floresta (ILPF), que é a tecnologia com que mostraremos ao mundo acerca de que é possível produzir e preservar".

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Preencha o formulário abaixo:

Leia mais sobre este assunto: