Tecnologia

Sexta-feira, 12 de Abril de 2019, 12:14

Tamanho do texto A - A+

Agrohúngaro

Digital Farms da Agrohúngaro agrega tecnologia com visitas técnicas

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Assessoria de Imprensa

Rafael Hungaro

 

Aliando tecnologia à consultoria, a Agrohúngaro acaba de disponibilizar ao mercado do agronegócio a plataforma Digital Farms. O produto agrega tecnologia com visitas técnicas, garantindo aumento de produtividade nas lavouras e racionamento no uso de insumos.

Há 10 anos no mercado de consultoria a Agrohúngaro oferece aos produtores não apenas oferece a tecnologia com a nova plataforma, mas também realiza pelo menos seis visitas técnicas por ano, em cada fase importante da lavoura.

Segundo o engenheiro agrônomo Rafael Húngaro, idealizador da plataforma, “Por meio da consultoria prestada no campo, garantimos aos clientes mais rendimento por hectare e economia. Como resultado, geramos faturamento e recompra por parte dos produtores”.

A Digital Farms foi lançada oficialmente no 1º Cruzeiro Agrotech, promovido pela AgroHúngaro de 6 a 11 de fevereiro de 2019 em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, com produtores rurais do Brasil e da Bolívia.

A plataforma possibilita o acesso diário a mapas de satélite, filtrados por um sistema de inteligência que fornece informações precisas sobre sanidade e uso racional de fertilizantes e defensivos, além de outras informações. Em poucos meses, a Digital Farms já conta com parceiros importantes, como a Universidade de São Paulo (USP) e outras instituições de ensino e pesquisa.

Conforme Rafael Húngaro, “Dois meses depois, estamos sendo bombardeados por mais fundos e consultores que querem conhecer nossa tecnologia. Já recebemos aporte financeiro de um fundo de investimentos que nos ajudará a aumentar em quatro vezes o nosso número de clientes, já no primeiro ano”.

Rafael explica que o sistema pode ser adquirido diretamente pelos produtores rurais ou por meio de empresas. Ainda de acordo com ele, há consultores que adquirem a ferramenta e a executam com sua própria equipe. Neste caso o custo cai para menos da metade, deixando uma margem boa para o consultor também ganhar e investir em seu próprio negócio”, afirma. O sistema pode ser aplicado em lavouras de soja, milho, cana, entre outras, além de pastagens.

*Com informações assessoria de imprensa

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei