Economia

Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019, 07:03

Tamanho do texto A - A+

Impostômetro

Carga tributária de MT trava instalação de empresas; PR cresce em arrecadação de impostos

Por: Assessoria de Imprensa Fecomércio-MT

De acordo com o Impostômetro do site da Fecomércio-MT, Mato Grosso arrecadou de 1º de janeiro a 06 de dezembro de 2019 aproximadamente R$ 33.859 bilhões, já o Paraná no mesmo período teve o montante de R$ 127.580 bilhões colhidos em tributos, ou seja, R$ 93.721 bilhões a mais.

A comparação entre os estados é devido a uma pesquisa divulgada pelo Sebrae, onde aponta que Mato Grosso está em primeiro lugar no ranking entre as 27 unidades federativas no quesito de maior imposto para instalação e a operação de micro ou pequena empresa, com 8,62%.

Em último lugar está o Paraná com 4,66%, considerada a alíquota mais competitiva. Na região Centro-Oeste, os estados vizinhos possuem também a menor alíquota no ranking, Goiás com 5,48% – a terceira menor do país, e Distrito Federal e Mato Grosso do Sul, respectivamente com 6,30% e 6,32%.

Tributação

No Paraná não há equalização de alíquotas nas operações de compras interestaduais de matérias-primas ou de mercadorias para revenda, e por fim é necessário lembrar que o estado adota a substituição tributária do ICMS apenas para produtos com convênio nacional.

Em Mato Grosso a alíquota de 8,62% é sobre o faturamento, já que o estado tem o Regime de Estimativa por Operação Simplificada gerando o pagamento do ICMS a partir de uma carga tributária média, que é obtido pela incidência de um percentual fixado para o CNAE em que estiver enquadrado o contribuinte.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei