Agronegócio

Sexta-feira, 04 de Janeiro de 2019, 14:41

Tamanho do texto A - A+

SOJA SUBIU 14,6%

Com superávit de R$ 14,6 bi, Mato Grosso registra alta de 9,81% nas exportações em 2018

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Foto: Viviane Petroli/Mato Grosso Agro

colheita soja

 

As exportações mato-grossenses cresceram 9,81% em 2018 no comparativo com 2017, somando US$ 16,171 bilhões. Os números são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), que registram ainda US$ 1,563 bilhão em importações. Segundo a pasta do governo federal, a diferença entre as exportações e importações resultou um superávit da balança comercial de US$ 14,608 bilhões no estado.

Diante o embarque de US$ 16 bilhões em produtos, principalmente commodities, para o mercado externo, Mato Grosso foi responsável por uma fatia de 6,7% das negociações feitas pelo Brasil, que somaram US$ 239,5 bilhões. No ranking nacional o estado ocupou o 6º lugar.

Dos US$ 16 bilhões negociados por Mato Grosso entre janeiro e dezembro de 2018 a soja, mesmo triturada, foi responsável por 48% dos embarques. Ao todo US$ 7,8 bilhões em soja foram enviados para o mercado externo, um aumento de 14,6%. Já em milho em grãos foram US$ 2,89 bilhões, um aumento de 1,4% ante 2017 e uma participação de 18% nas negociações do estado.

Em farelo e outros resíduos da extração de óleo de soja foram enviados para o exterior US$ 2,37 bilhões, alta de 20,5% ante o ano anterior. O algodão somou US$ 902,4 milhões, um aumento de 1,8%.

Em contrapartida, a carne bovina congelada, fresca ou resfriada apresentou queda de 2,9%, fechando o ano de 2018 em US$ 1,12 bilhão em negócios.

Importações

DOS US$ 1,563 bilhão em produtos adquiridos do exterior por Mato Grosso, o cloreto de potássio teve uma participação de 42% nas importações. Ao todo US$ 655,42 milhões foram importados pelo estado em 2018, um aumento de 26,2% em comparação a 2017, de acordo com o MDIC.

Em adubos ou fertilizantes com nitrogênio, fósforo e potássio a soma foi de US$ 262,28 milhões. Conforme o MDIC, Mato Grosso importou 23,9% a menos tal produto em 2018. Já em ureia, mesmo em solução aquosa, foram US$ 251,27 milhões.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei