Agricultura

Domingo, 30 de Setembro de 2018, 08:18

Tamanho do texto A - A+

SEM SEMENTES

BASF apresenta conceito produtivo Pingo Doce para melancia

Por: Viviane Petroli

Da Redação Mato Grosso Agro

Sabor, qualidade e sustentabilidade são algumas das principais características do conceito produtivo Pingo Doce para melancia anunciado pela BASF recentemente. Sem sementes, a fruta faz parte de um modelo de negócio que é sucesso na Espanha e está sendo implantado no Brasil.

O conceito produtivo Pingo Doce para melancia é apresentado pela Nunhems®, aquisição recente da BASF que vem para tornar seu portfólio mais completo e diversificado, com sementes de hortaliças e frutas. A Nunhems® é uma marca global da Divisão de Soluções para Agricultura da BASF. A compra da empresa faz parte da aquisição dos ativos da Bayer, finalizada em agosto de 2018.

"A proposta da Pingo Doce é ser referência no mercado brasileiro e contribuir para o aumento de consumo da fruta no país", pontua Golmar Beppler Neto, gerente de melão e melancia da Nunhems® para América do Sul.

Conforme a multinacional alemã, a melancia produzida no sistema Pingo Doce pode ser facilmente identificada nos pontos de venda ao consumidor final, como supermercados e redes de hortifrútis.

Um dos diferenciais entre uma melancia comum e a produzida no sistema Pingo Doce é o peso. Enquanto a melancia comum pesa em torno de quinze quilos, para a Pingo Doce a média é de seis e sete quilos.

Outra característica é quanto à cor da casca, uma vez que é verde escura, se destacando nos pontos de venda. Além disso, a fruta também apresenta maior shelf life, ou seja, tem alta durabilidade, mantendo a qualidade por mais tempo.

Contudo, o principal atrativo do projeto Pingo Doce está dentro da fruta. A melancia tem menos sementes, seedless, e doçura superior garantida pelo alto teor brix (açúcar), o que torna o consumo muito prático e o sabor mais agradável.

"Observamos alto índice de satisfação de quem prova a melancia produzida no sistema Pingo Doce. A aprovação do consumidor é o nosso principal objetivo. Queremos que ao experimentar pela primeira vez, todos queiram repetir a experiência proporcionada pela fruta. Trata-se de um novo conceito de produto", explica Beppler.

A rastreabilidade é mais um diferencial para o consumidor, que tem a garantia de origem ao adquirir alimento seguro e que é produzido de forma sustentável. Todo processo produtivo é controlado, da lavoura ao supermercado. A empresa exige rastreabilidade dos agricultores e apoia os demais integrantes da cadeia a realizarem o mesmo. Assim, os participantes do projeto Pingo Doce antecipam-se ao rastreamento obrigatório para melancia a partir de 2020 de acordo com Instrução Normativa do Ministério da Agricultura.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Preencha o formulário abaixo:

Leia mais sobre este assunto: